Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A SECA









         



Quem não conhece o Nordeste não sabe o que é seca. Ouvir falar não está nem perto do que realmente seja conhecer sua realidade. É a mesma a coisa que ouvir falar da neve, nada se compara a vê-la caindo sobre nossa cabeça, encharcar nossos pés, esfriar nariz e orelhas.

A miséria da seca se prolonga por anos, destrói esperanças, enxota cidadãos, cria uma raça de párias que vive à mercê dos poderes públicos, como cria uma indústria da seca na qual uns poucos se aproveitam para ganhar à custa da miséria d´outros.

Seca é Morte e Vida Severina, é a baleia de Fabiano e Sinhá Vitória, é o papagaio feito comida, é o caminhão d´água esmolado do político, é gado servindo de pasto a urubus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário